O Sal

“Vocês são o SAL da terra. Mas, se o sal perder o seu sabor, com restaurá-lo? Não servirá para nada…” Mateus
5.13

A cor branca do sal nos leva a associá-lo com pureza. Uma das características do tempo em q ue estamos vivendo,
este nosso mundo, é o afrouxamento das exigências morais. Hoje em dia, não existem mais verdades absolutas.
Impera o relativismo da moralidade. Não há limites claros entre o que é certo e o que é errado.

O seres humanos tem abraçado um comportamento dúbio, duvidoso, mascarado. A sociedade está perdida. É um mar
de impureza, maldade, corrupção. Vemos diariamente pessoas tropeçando, cambaleando em seus próprios erros e
pecados, caindo em abismos de sua própria infelicidade.

É nesse ambiente que somos convocados a levar uma vida pura e sem manchas. Não é o ambiente que faz o crente.
Ao contrário, é o crente que deve influenciar o mundo que o cerca. O lírio cresce no meio do lodo.

A Bíblia nos traz exemplos: Daniel estava cercado de homens corruptos, mas ele não se corrompeu; Neemias foi
chamado para conversar com os que tramavam contra a sua nação, mas ele não se curvou à pressão; José, no Egito,
foi agarrado pela mulher do seu patrão, mas ele preferiu ir para a cadeia injustamente e não tornar-se preso do
pecado, mesmo estando em liberdade.

O Sonho de nosso DEUS é que sejamos puros no meio de uma geração corrompida e perversa.
Que seja assim, para a glória do nome do nosso DEUS.

Pr.Ezequias Costa

Anúncios
Post seguinte
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: