Estudo no Livro de Jó – Parte 9


“A resposta da mulher de Jó”

“Então, sua mulher lhe disse: Ainda conservas a tua integridade? Amaldiçoa a DEUS e morre” (Jó 2.9).

(01) Para a mulher de Jó tudo estava claro. Ela conhecia a integridade de seu marido e sabia que ele nada tinha feito para merecer aquele sofrimento. Então sua conclusão era óbvia: os seres humanos estão por conta própria. A bondade não compensa. DEUS não liga a mínima: COISAS RUINS ACONTECEM PORQUE DEUS NÃO SE IMPORTA.
(02) Ela foi até o depósito de lixo onde Jó estava e lhe deu uma última palavra. Caberia a Jó dar um fim naquilo tudo. Por que continuar com a crença de que existe um DEUS justo e bom? Tudo indica o contrário…
(03) Parece que ela tinha pelo menos duas intenções:

  • ALIVIO EMOCIONAL: Jó não precisava mais procurar uma explicação para tudo;
  • ALÍVIO FÍSICO: A blasfêmia traria morte e descanso.

(04) Aqui precisamos discutir duas coisas sobre tirar a vida de pessoas:

  • Eutanásia, tirar a vida de uma pessoa a fim de evitar o sofrimento.
  • Suicídio, a própria pessoa tirar sua vida.

Nenhuma destas saídas é aceitável. Só DEUS tem o poder de dar a vida e somente Ele pode tira-la.
(05) Jó responde: “O que você sugere não tem cabimento. Jó deixa claro que sua fé não estava condicionada a benefícios. Para Jó o relacionamento entre DEUS e os seres humanos não pode ser uma transação comercial, um negócio.
(06) Como a mulher de Jó reagiu a isso? Teria dado razão a Jó? Terá conservado amargura no coração?. Não sabemos. Neste ponto ela desaparece da narrativa, mas sua participação foi importante. A opinião dela é a mesma, hoje em dia, de muita gente, até dentro de nossas igrejas.
(07) Pode existir uma “mulher de Jó” dentro de cada um de nós. Sempre que somos atingidos por tragédias uma voz que acusa DEUS se ergue dentro de nós. “DEUS não se importa comigo.” Por causa disso podemos perder a fé e ficar revoltados.

Anúncios
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: