A adoração e a Torre de Babel – Parte 05

A Babilônia do Novo Testamento e dos Dias de Hoje

Então o anjo me levou no Espírito para um deserto. Ali vi uma mulher montada numa besta vermelha, que estava coberta de nomes de blasfêmia e que tinha sete cabeças e dez chifres. A MULHER estava vestida de azul e vermelho, e adornada de outro, pedras preciosas e pérolas. Segurava um cálice de ouro, cheio de coisas repugnantes e da impureza da sua prostituição. Em sua festa havia esta inscrição: MISTÉRIO, BABILÔNIA, A GRANDE A MÃE DAS PROSTITUTAS E DAS PRÁTICAS REPUGNANTES DA TERRA (Apocalipse 17:3-5)

Esse capítulo 17 do livro da Revelação, o Apocalipse, nos diz claramente algumas características dessa Babilônia dos nossos dias. Já não há mais a torre de Babel, mas a Babilônia continua. E, como no Gênesis, a Babilônia do Apocalipse é também uma cidade e um centro religioso.

  • É uma cidade (Apocalipse 17:18)
  • Foi construída sobre sete montes (Apocalipse 17:9)
  • Sangue das testemunhas de Jesus foi derramado nesse cidade (Apocalipse 17:6)
  • É uma cidade que tem poder sobre povos, multidões, nações e línguas (Apocalipse 17:15)
  • A Bíblia ensina que a Prostituição espiritual é deixar a adoração do único DEUS e prestar culto a outros deuses (Ezequiel 16:14-17, Jeremias 2:20 e Oséias 2:7)
  • Uma cidade que tem poder para reinar sobre os reis da terra e que negocia com comerciantes do mundo inteiro (Apocalipse 17:18 e Apocalipse 18:3)
  • Sua riqueza material é imensa (Apocalipse 18:12 e 13)

A Babilônia de nossos dias deixou o seu noivo e se envolveu com outros amantes. Portanto, além de ser uma cidade, Babilônia de hoje é uma Igreja. Mas, uma Igreja prostituta, que deixa a relação direta com seu noivo, o Senhor Jesus, e vai atrás de amantes e negociantes. Por isso, o livro da Revelação a chama de BABILÔNIA, a mãe das prostitutas.

Essa Cidade-Igreja usou todos os povos da terra para seus próprios interesses egoístas. É a última prostituta moral e religiosa que se funde com o poder governamental, sempre em seu favor. A Babilônia de hoje simboliza a apostasia dos últimos dias, isto é, a fé de muitos que vai se esfriando, conforme nos ensina o Senhor Jesus, em Mateus 24:12.

A ordem da Palavra do Senhor é clara: “Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados…” (Apocalipse 18:4).

Vamos, irmãos, deixar as práticas pagãs dessa Igreja, que aos poucos vai penetrando em nossas Igrejas e lares, e apeguemo-nos com mais firmeza à Palavra do Senhor.

A noite está acabando; o dia logo vem. Portanto, deixemos de lado AS OBRAS DAS TREVAS e revistamo-nos das ARMAS DA LUZ (Romanos 13:12)

Anúncios
Post seguinte

1 comentário

  1. Paz e graça,quero pedir oraçao para meu filho,Yan ja´contei minha historia mas acho que nao chegou ,ao seu conhecimento.Quero dizer que sou mae solteira, me tornei pai e mae para meu filho,sou evangeica mas nao consegui levar o Yan para a Igreja comigo.ele tem 12 anos e já faz o nono ano.A seis meses que ele nao fala com o pai e isso mexeu muito com a cabeça dele,quando ele conheçeu o pai ele estava com 10 anos,foi qd ele pensou que tudo ia mudar na vida dele,mas nao ficou tudo errado para ele, ele disseque mais antes nao tivesse conhecido,entao eu pesso como
    mae ore pelo meu filho, e por mim tambem.fico muito grata.obrigada.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: