Ensina-me… (Salmo 25)

O Salmo 25  começa com uma referência profunda sobre o que é oração. Diz o verso 1: “A Ti elevo a minha alma…”
Então, oração é elevar a nossa alma, é sair deste mundo físico, tangivel, temporal e adentrar a eternidade, é visitar o Santo dos Santos, o Lugar Sagrado da Presença de DEUS, é estar diante do Trono do Senhor do Universo… É demais, não é?
E, diante da Presença Santa do nosso DEUS, o salmista tem um só pedido: “Ensina-me…” Eu preciso aprender… Eu preciso conhecer mais de Ti, Senhor, quero saber ainda mais do que tens para mim. Diz, ainda, “Eu preciso aprender a andar junto contigo… Então, ENSINA-ME a andar nos Teus caminhos, nas Tuas veredas”.
Anúncios

Quem é digno de estar na presença do Santo Deus? (Salmo 24)

Uma das primeiras declaracoes da Biblia é a de que os seres humanos são pó, vieram do pó e para o pó vão voltar quando morrerem. O grande patriarca Abraão também declara isso mesmo, em Gênesis 18.27: “Sou apenas pó e cinza…”

Outros homens da Bíblia também chegaram a essa conclusão: somos apenas poeira. O patriarca Jó, em seu livro, cap. 34.12, o salmista Davi no Salmo 103.14, e o sábio Salomão, no livro do Esclesiastes, capitulo 3, verso 20.

Mas, no Salmo 24, o mesmo rei Davi levanta a questão de entrar na presenca do Santo DEUS. Ele assim coloca a pergunta, no verso 3: “Quem subirá ao monte do Senhor? ou quem estará no seu lugar santo?” E as palavras inspiradas desse poeta e cantor, rei dos mais lembrados em toda a terra, nos mostram a maneira desse acesso para estar frente a frente com o DEUS SANTO, SANTO, SANTO. (mais…)

Revelações de Deus (Salmo 23)

O Salmo 23 é o Salmo mais conhecido, não somente entre os cristãos, mas também entre os não-cristãos. Esse Salmo nos revela DEUS de uma maneira surpreendente, além mesmo do que podemos entender ou esperar.

Venha comigo:

O verso 1 revela o Jehová Jireh, o DEUS de Toda Provisão: ” … de nada eu terei falta”. Não foi exatamente isso que o patriarca Abraão declarou 2 mil anos antes de Cristo, conforme Gênesis 22.8? 

O verso 2 nos revela o DEUS da Calma, da Tranquilidade. Isso quer dizer que eu posso descansar nesse DEUS, que “me leva às águas tranquilas”.

O verso 3 nos fala do DEUS da saúde, o DEUS que cura de todas as enfermidades, o Jeová Raphah, mencionado por Moisés em Êxodo 15.26, “Ele me refrigera, me restaura”.

(mais…)

Clamor na Angústia (Salmo 22)

DEUS meu, DEUS meu, por que me desamparaste? Por que Tu estás tão longe, tão longe das palavras do meu gemido? (Salmo 22:1)

Este Salmo é um brado de dor e de aflição de quem se encontra debaixo de provação e de sofrimento. Todos nós, que estamos em angústia e aflição, podemos nos identificar com o conteúdo desta oração.

(mais…)

%d blogueiros gostam disto: