PORTAS TRANCADAS – Marcos 7.31-37

“Então, trouxeram a Jesus um homem que era surdo e falava com dificuldade, e lhe suplicaram que impusesse as mãos sobre ele. Jesus tirou-o do meio da multidão e, levando-o à parte, pos-lhe os dedos nos ouvidos e lhe tocou a língua com saliva; ergueu os olhos ao céu, suspirou e disse:
ABRE-TE. Logo, abriram-se os seus ouvidos e começou a falar desembaraçamente.” Marcos 7. 31-37

Acontecimento inédito. Ao chegar àquela localidade, o Senhor Jesus atende o pedido de cura. Talvez dos familiares, talvez dos vizinhos, talvez alguém da Sinagoga. Um surdo que falava com dificuldade.

É muito provável que aquele homem estava naquela situação em razão de um trauma muito forte, pois o surdo e gago não apresentava, aparentemente, nenhum obstáculo do ponto de vista físico. O Senhor Jesus não o cura na presença de outras pessoas. Leva-o à parte.

O fato de ter retirado aquele homem do meio da multidão parece denunciar que ele estava debaixo de complexos enormes e não se encontrava preparado para receber um milagre publicamente.

E o Senhor Jesus, com toda a sua sensibilidade, todo o respeito pelas complexidades humanas, olha para aquele homem e chega a esta conclusão. Retira-o dali e o leva para um lugar mais afastado, mais solitário, onde vai ser realizar o milagre.

Dentre aqueles que leem este artigo, creio haver homens e mulheres que não conseguem expressar seus sentimentos; e também não conseguem ouvir os outros. Quantos maridos que não conseguem mais dizer às esposas “Eu te amo.” Quantos casais que vivem debaixo do mesmo teto, dormem na mesma cama, sentam-se lado a lado nos cultos da igreja, mas estão surdos um ao outro e nenhuma palavra lhes sai da boca.

Pais e filhos que moram na mesma casa como se fossem hóspedes de uma mesma pensão. Filhos que são frustrados emocionalmente, porque um dia se abriram, tornaram-se vulneráveis. Mas, receberam em troca uma cacetada tão violenta no meio das emoções, que tomaram a decisão de nunca mais ouvir ninguém, nunca mais abrir a boca para mais nada. Fecharam-se em um cofre e passaram a chave por dentro…

Ao escrever este artigo acredito ser minha missão pegar você pela mão e levá-lo até a presença do Senhor Jesus. Pedir a ELE, que pode tudo sobre todas as coisas, que ressuscitou mortos, que ponha a SUA mão sobre você, que toque a sua lingua e toque seus ouvidos e lhe permita ver o milagre acontecer.

Você não foi feito para estar preso ou lacrado dentro de você mesmo. Desbloquei-se de tudo que o está impedindo de viver. Você pode reaprender a ouvir, reaprender a falar.

EFATÁ – ABRA-SE

Anúncios

1 comentário

  1. Nilson Braga da Silva

     /  28 maio, 2012

    linda mensagem pastor, que Deus continue te usando mais e mais

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: