Sofrimento do Apóstolo Paulo

sofrimento 1sofrimento 2Sofrimento do Apóstolo Paulo

Naquela noite de outono do ano 56 DC, na província romana da Macedônia, o Apóstolo Paulo pede a Sóstenes que relate o seu sofrimento por amor do Evangelho aos irmãos de Corinto:
– Escreva com veemência Sóstenes, pois quero que sintam a intensidade deste sofrimento – disse o Apóstolo.
– Sim Apóstolo, as letras servirão para registrar aquilo que tem sido sua entrega e abnegação ao Evangelho – comentou Sóstenes.

2 Coríntios 11:23-29

“(…) em trabalhos, muito mais; em açoites, mais do que eles; em prisões, muito mais; em perigo de morte, muitas vezes.
Recebi dos judeus cinco quarentenas de açoites menos um.
Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo;
Em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos;
Em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejum muitas vezes, em frio e nudez. Além das coisas exteriores, me oprime cada dia o cuidado de todas as igrejas.
Quem enfraquece, que eu também não enfraqueça? (…)”

– Sóstenes impressionado disse: Meu Deus, quanto sofrimento apóstolo! Você se recorda do tempo em que pertencia ao Sinédrio ?
– Claro – respondeu Paulo.
– O Apóstolo vivia em meio a pessoas importantes, fazia belos discursos diante de platéias sempre ávidas de absorver o seu conhecimento … tinha uma posição de destaque na nossa sociedade, andava sempre bem vestido e comia à mesa de pessoas relevantes …
– Lembro-me muito bem disto – respondeu Paulo.
– O Apóstolo não sente falta deste estatuto que vivia? Hoje o Senhor vive de forma tão modesta e tem passado por sofrimentos tão duros … Alias, isto passou a ocorrer a partir daquela viagem à Damasco – argumentou Sóstenes.
– Paulo respondeu: sabe Sóstenes, eu não troco as experiências que tenho vivido com Deus por aquele tempo do Sinédrio. Porque hoje eu vejo o PODER de um Deus TODO-PODEROSO se mover em mim.

2 Coríntios 12:9-10

“(…) E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.
Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte. (…)”

Na verdade o poder de Deus não precisa ser aperfeiçoado, em si. Deus é TODO-PODEROSO e já tem um poder perfeito.
O que o Apóstolo quer nos ensinar é que este aperfeiçoamento irá ocorrer em nós, ou seja, o poder de Deus será cada vez mais presente em nossas vidas. Mas isto só acontecerá quando nos esvaziarmos daquilo que consideramos ser as nossas “fortalezas”.

Qual tem sido sua fortaleza? O que você acredita ser sua capacidade?
Quando Cristo for a resposta à estas perguntas, nossas vidas experimentarão o PODER de Deus a transformar nossa experiência de vida.
Claudio Costa
Presbitero – Igreja do Jubileu, Setubal, Portugal

Pr. Ezequias Costa
Email: pr.ezequias@terra.com.br
Site: https://pastorezequias.com/
Face: Ezequias Costa
Linkedin: Pastor Ezequias Costa

Anúncios

3 Comentários

  1. Na minha opinião, o apostolo Paulo foi a pessoa mais importante da expanção da igreja no mundo. Claro que existiu e existe pessoas muito inteligentes no mundo, mas o apostolo, na minha opinião, está entre as mais inteligentes que já existiu. Que exemplo maravilhoso que Ele foi, espero um dia conhece-lo.

    Curtir

    • Pr. Ezequias Costa

       /  14 outubro, 2013

      Estimado Edu,
      Eh verdade. A apostolo Paulo teve uma prestacao muito conseguida na expansao do
      Evangelho, alias a contra gosto do apostolo Pedro.
      Deus abencoe voce e sua familia.
      Claudio Costa

      Curtir

  2. thaiachaves

     /  17 outubro, 2013

    Paulo sofreu, mas sabia que só assim poderia ver a Gloria de Deus se manifestar nele. É interessante, porque ele demonstra que não tinha medo do sofrimento, já que era nesses momentos em que ele poderia ver todo o poder de Deus na sua vida. Muito bom, resposta para muitas coisas nos dias de hoje. A Paz!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: