Pais Motivadores, Filhos Talentosos.

pais 1pais 2Pais Motivadores, Filhos Talentosos.
Flexibilidade e Resiliência: Plante esta ideia
Não é de hoje que a psicologia nos adverte quanto à importância das relações familiares, sobretudo na infância, porque colaboram para construir e moldar em nossos filhos a capacidade de suportar e superar com êxito seus desafios e crises existenciais, desenvolvendo habilidades especiais e características específicas para seguirem em frente, no meio das adversidades. Recentemente, porém, descobriu-se que algumas disposições fundamentais se fazem necessárias para aqueles que desejam atravessar com êxito o “vale das sombras da morte”, superando as dificuldades e pedras escorregadias desta caminhada.
Se nossos filhos nos são “como flechas na mão do guerreiro”, então nos compete previamente, como pais, a obrigação de adquirir habilidade para manejar o arco com competência, saber esticar com propriedade a corda, exercitar a precisão necessária para corrigir a trajetória, usar a respiração a favor do movimento, adestrar ao máximo a pontaria e dedilhar suavemente cada uma destas flechas delicadas, para que elas atinjam confiantemente os seus alvos. Embora os louros pelas vitórias não nos pertençam, todas as distâncias percorridas e todas as metas por eles alcançadas, passam primeiramente por nossas mãos.
Nosso papel, então, como pais motivadores, é facilitar e promover que os filhos se capacitem com habilidades que lhes façam singrar seguros pelos seus caminhos. E uma dessas aptidões mais desejáveis, talvez a competência que será mais valorizada nos profissionais do mercado de trabalho para os próximos anos, é a flexibilidade, que se define como: maleabilidade; adaptabilidade; propriedade daqueles que se amoldam com facilidade às novas situações para superar os desafios. Ser flexível é cultivar permanentemente uma predisposição para mudanças. Desapegar-se. Abandonar os antigos padrões de conduta e inovar, em busca de novos paradigmas.
Outra habilidade desejável a nossos filhos será a resiliência. Este termo vem emprestado da física, onde indica a propriedade de um material em recuperar sua forma original após sofrer qualquer choque ou deformação. Para os estudos dos comportamentos humanos, diz respeito à capacidade que os resilientes têm de superar obstáculos e de se recuperar de adversidades. Estas pessoas aprenderam a desenvolver algum tipo de elasticidade, invulnerabilidade, ou capacidade de rápida recuperação para manterem-se saudáveis, mesmo quando expostas a situações críticas. Administram bem suas emoções e desenvolvem uma melhor habilidade de se manterem calmos sob pressão, evitando agir impulsivamente quando acuados e ofendidos. Nada os poderá abalar.
Nos dias atuais, desenvolver características desse tipo contra o estresse advindo do trabalho, das pressões externas e dos relacionamentos familiares, potencializando também os fatores de proteção a este bloqueio e identificando os fatores de risco às vulnerabilidades, pode conferir aos nossos filhos uma grande vantagem competitiva para se tornarem profissionais mais competentes e pessoas mais centradas e felizes, que não se abalam facilmente diante das adversidades.
Sejam pais motivadores para os seus filhos no desenvolvimento de seus dons e talentos. Estimulem sempre. Incentivem. Provoquem. Impulsionem. Plantem ideias. Apoiem. Participem de suas escolhas profissionais. Valorizem o que eles fazem de melhor. E cooperem com eles na formação de novas habilidades.

Paulo Henrique Oliveira Costa é consultor de sistemas, pós-graduado em filosofia, escritor e membro da Igreja Presbiteriana Renovada, em Atibaia/SP.

Pr.Ezequias Costa
Email” pr.ezequias@terra.com.br
Site: http://pastorezequias.com
Face: Ezequias Costa
Linkedin: Pastor Ezequias Costa

Anúncios
Post seguinte

2 Comentários

  1. Entusiasmo para Viver...

     /  21 outubro, 2013

    Faltou mencionar que esse texto foi publicado pela revista Lar Cristao, edicao de novembro/2013, Editora Folego.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: