VOCÊ ACREDITA EM MILAGRE?

pais 4pais 2pais 3

VOCÊ ACREDITA EM MILAGRE?

 

“Mais uma vez JESUS visita Caná  da Galiléia, onde havia transformado água em vinho. Havia ali um oficial do rei cujo filho estava doente na cidade de  Cafarnaum.  Quando o oficial ouviu falar que JESUS tinha chegado à Galiléia, vindo da Judéia,  procurou-O e suplicou-LHE que fosse curar seu filho, o qual estava à beira da morte.” João 4. 46-47.

 

Um pai desesperado, porque seu filho estava à beira da morte, tem uma atitude correta: vai procurar o Senhor JESUS até mesmo em outra cidade.

 

É bom lembrar a atitude dos pais, mesmo em nossos dias, como intercessores pela vida de seus filhos. Essa atitude dos pais, e também das mães,  evitam muitas tragédias nas vidas dos filhos: ingratidão, inveja, ódio, más companhias, envolvimento com álcool e drogas, prostituição e   homossexualismo.

 

Um exemplo bíblico dessa atitude correta é do patriarca Jó,

conforme relatado no livro que traz o seu nome. Vejamos: “Os filhos de Jó costumavam dar  banquetes em suas casas. Convidavam suas três irmãs para comerem e beberem com eles.” Jó 1. 4 e 5

 

Diz-nos o texto que,  ao término do cada banquete, Jó mandava chamar seus filhos e fazia com que se purificassem.  E, de madrugada, Jó  oferecia um holocausto em favor de cada um dos seus filhos.  E eram sete filhos…

 

Essa era uma prática constante na vida do velho patriarca, pois em sua experiência imaginava que seus filhos , em seu íntimo, pudessem ter pecado e amaldiçoado a DEUS. E, ele, como pai intercedia por seus filhos.

 

Que belo exemplo de pai presente na vida de seus filhos… Mas, voltando à história do oficial do rei que busca a JESUS porque seu filho está morrendo, vemos que ele acredita que o Senhor pode salvar seu filho da morte. Por isso, sai de sua casa, sai de sua cidade em busca do Salvador…

 

Ao encontrar o Mestre  algo inesperado acontece:  o Senhor JESUS põe a prova  a fé daquele pai. Ele queria que JESUS o acompanhasse até sua casa.  Mas ELE não vai até a casa daquele homem, e  apenas lança uma palavra, uma frase: “Pode ir, seu filho continuará vivo.” O homem parte imediatamente, mas com uma certeza:   Seu filho está vivo porque ele confia nas palavras de JESUS.

 

Esta história da Bíblia, relatada no Evangelho de João, me leva a pelo menos três conclusões, que quero compartilhar com você,  para que juntos possamos desfrutar e viver intensamente essas lições:

 

Primeira Conclusão: A demora do Senhor JESUS, em atender nossos pedidos, não significa que ELE nos abandonou, ou se esqueceu de nós;

 

Segunda Conclusão: A demora do Senhor JESUS em nos atender pode significar que ELE tem outros propósitos para nossa vida;  e

 

Terceira Conclusao: A demora do Senhor JESUS exige e nós uma fé mais firme e forte como daquele pai. Creu nas palavras de JESUS e  imediatamente saiu para ver a mudança na vida do filho.

 

O que você pensa sobre essas duas histórias? Do Patriarca Jó e do oficial do rei? Ambas falam de interceder em favor dos filhos? Escreva-me.

 

Pr. Ezequias Costa

Email: pr.ezequias@terra.com.br

Site: http://pastorezequias.com

Face: Ezequias Costa

Linkedin: Pastor Ezequias Costa

pais 2pais 4pais 3

Anúncios
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: