NELE, POR ELE E PARA ELE (JESUS)

deus Porque nEle (Jesus), por Ele e para Ele foram criadas todas as coisas, tanto no céu como na terra, as visíveis e as invisíveis. Colossenses 1: 15-20

Paulo Henrique de Oliveira Costa

Por ter nascido em uma província romana, a cidade de Tarso da Cilícia (atual Turquia), Paulo podia contar com todos os privilégios e direitos de um cidadão romano. Apelando para César, aguardava agora por um julgamento especial no tribunal de Roma (ano 64 d.C.), escapando assim das mãos dos judeus que o queriam prender e silenciar em Jerusalém.
Através dessa manobra estratégica o apóstolo se manteve ativo no ministério por mais alguns anos, fazendo novos discípulos e confirmando a fé das igrejas através de suas cartas pastorais.

Ali na prisão recebeu de Epafras as primeiras notícias da igreja na cidade de Colossos, onde havia muita confusão, em parte por causa da religiosidade judaica, em parte por causa do sincretismo religioso (introdução ou mistura de crenças e costumes estranhos ao cristianismo) dentro da igreja.
A carta aos Colossenses é claramente apologética: em defesa da fé, da obra e da natureza de Cristo. Ainda assim é um livro para meditação, um livro para embeber a alma, um livro cujas insondáveis profundezas espirituais nós devemos explorar.

AQUELE QUE ERA ANTES DE TUDO, O PRINCÍPIO E O PRIMOGÊNITO
Pela perspectiva do tempo de Deus (kairos), Ele tem toda a linha da história (kronos) permanentemente diante de seus olhos.
Subsiste: Permanece (existência contínua) e se mantém. “Antes de nascerem os montes e de criares a terra e o mundo, de eternidade a eternidade tu és Deus” (Salmo 90:2).
Primogênito: Aquele que vem em primeiro lugar (nascimento). Cristo se levantou dos mortos para selar a nossa fé e garantir para nós a ressurreição e a vida eterna com Deus.
Supremacia: Autoridade suprema. Excelência. Nada existiu antes dEle e nada existe que seja em qualquer sentido igual a Ele.

EM JESUS HABITA A PLENITUDE DE DEUS
Plenitude: Superabundância. Inteiro. Cheio. Completo. Quaisquer que sejam as particularidades que atribuamos a Deus (como: amor, santidade, verdade), estas são também qualidades plenas em Jesus.
Tendo claramente indicado quem Ele é, Paulo passa a descrever a obra de Cristo:

POR MEIO DO SANGUE DO FILHO, HÁ PAZ NO CÉU E NA TERRA
Parece contraditório mas religiosidade demais também atrapalha!
O conjunto de dogmas e preceitos que os seres humanos se impõem na tentativa de aproximarem-se de Deus não tem nada a ver com espiritualidade e maturidade espiritual. Paulo nos diz que não é o movimento do homem para Deus que é capaz de religá-lo com o seu Criador. Este movimento de reconciliação parte de Deus em direção aos homens, através da pessoa de Jesus Cristo.

pr.Ezequias Costa
email: pr.ezequias@terra.com.br
site: http://pastorezequias.com
face: Ezequias Costa
Linkedin: Pastor Ezequias Costa

Anúncios
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: