A ARTE DE ENGANAR E SER ENGANADO…

enganado
A ARTE DE ENGANAR OU SER ENGANADO.

“ Aborreci a vida, pois me foi cansativa a obra que se faz debaixo do sol; sim, tudo é vaidade e correr atrás do vento.” – Eclesiastes 2.17

O autor do livro do Eclesiastes descobriu-se cansado e fez essa declaração. O profeta Jeremias também ficou cansado de lidar com tantos enganos e artifícios de dissimulação. Perguntou: “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto, quem o conhecerá?”. Jeremias 17.9

O próprio Cristianismo já sucumbiu várias vezes à mentira. Acreditava-se que as Cruzadas eram legítimos esforços para resgatar de volta os monumentos cristãos. Hoje, sabemos que houve outros interesses por detrás daquelas viagens malucas. O mesmo pode ser dito da Inquisição, ou da terrível perseguição que os anabatistas e pietistas sofreram na Europa… Matou-se muita gente em nome de DEUS….

As Igrejas Evangélicas já não têm espaço para aqueles que sofrem… As doenças, a pobreza, as mortes prematuras fazem parte dos relatos bíblicos e da vida dos personagens bíblicos em proporção maior que curas, riqueza e arrebatamentos espirituais…

Seria bom que as Igrejas Evangélicas não se esquecessem de que na conversão não nos tornamos anjos… apenas pecadores justificados pela Graça de DEUS… Não podemos pensar o contrário….

Crentes juram que alcançaram respostas aos seus pedidos porque receberam uma “oração forte” de algum líder religioso. Isso gera uma espiritualidade que busca a DEUS para aumentar a força da fé, nunca para ter maior intimidade com o Senhor. Há conseqüências desastrosas em acreditar-se mais “espiritual” que os demais… DEUS passa a ser apenas um meio, uma força domesticada…
Existe a falsa noção de que possuímos uma Revelação mais elevada do que a Revelação de Pedro, de Paulo e de alguns dos pais apostólicos. Isso pode ser fatal. Se o orgulho vem antes da queda, quando achamos que estamos acima do fracasso, isso já nos faz vulneráveis…. “Quem está de pé, olhe para que não caia….” 1 Coríntios 10.12.

“Quem há que possa discernir as próprias falhas?” Salmo 19.12
“Sonda, ó DEUS, conhece o meu coração; prova-me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelos caminho eterno.” Salmo 139. 23 e 24

Pr. Ezequias Costa
Email: pr.ezequias@terra.com.br
Site: https://pastorezequias.com/
Face: Ezequias Costa
Lnkedin: Pastor Ezequias Costa

Anúncios
Post seguinte

2 Comentários

  1. Excelente reflexão!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: