POR QUE COISAS RUINS ACONTECEM A PESSOAS BOAS??

POR QUE COISAS RUINS ACONTECEM A PESSOAS BOAS

Estamos acostumados a associar o amor de DEUS às coisas boas que nos acontecem. Mas, isso pode nos levar a conclusões errôneas. Quando o nosso Redentor estava pendurado na cruz do Calvário, a multidão gritou: ‘Confiou em DEUS, pois que Ele venha livrá-lo agora, se de fato Ele lhe quer bem’ – Mateus 27.43

Na opinião da multidão, o livramento de Jesus demonstraria que ele era justo e amado por DEUS. Sua morte, pelo contrário,

provaria que DEUS não o amava, nem confirmava seus atos.

O que aconteceu, então? Como sabemos DEUS não livrou Seu Filho. Em vez disso, Ele fez algo melhor. Através da morte na cruz e de sua ressurreição, DEUS providenciou a exaltação do Senhor Jesus e a redenção da humanidade. Assim podemos dizer que

 COISAS RUINS ACONTECEM PORQUE DEUS PODE USÁ-LAS PARA ABENÇOAR A QUEM ELE AMA.

Sim, é verdade. DEUS sempre pode extrair coisas boas das tragédias. No caso de Jó, sua experiência no árido deserto das dores e das tribulações proporcionou-lhe crescimento e uma nova visão de DEUS.

No capítulo final do livro, capítulo 42, nos versos 1 a 6, vemos que Jó alcança uma bela compreensão dos propósitos divinos. Ele levantou perguntas corajosas enquanto DEUS permaneceu em silêncio. Mas calou-se, humildemente, quando DEUS se pronunciou. Isso contribuiu para um notável desenvolvimento da fé de Jó.

Em primeiro lugar, Jó entende que sua comunhão com DEUS não havia sido quebrada. Os sofrimentos pelos quais passou não indicavam pecado de sua parte, nem indiferença da parte do Senhor. DEUS e Jó continuavam a ser amigos. Os dois, DEUS e Jó, saíram da tragédia mais chegados do que antes.

Em segundo lugar, Jó descobriu que os planos de DEUS não haviam sido frustrados. O Senhor havia proposto abençoar a vida de Jó e nada poderia impedir isso. Veja que DEUS faz TODAS AS COISAS – as acusações de Satanás, os absurdos da vida e até a falta de sensibilidade de seus amigos – concorrerem para o seu bem. Veja que Jó diz: Nenhum dos Teus intentos pode ser frustrado’. Vamos ver também Jeremias 29.11 – ‘EU é que sei os pensamentos que EU tenho a vosso respeito; Pensamentos de Paz e não de mal, para vos dar Esperança e Futuro.’

Em terceiro lugar, Jó reconhece que tinha ido longe demais em suas especulações sobre DEUS. Ele diz: ‘Falei de coisas muito profundas que eu NÃO conhecia.’ 42.3. O Senhor não nos censura por fazermos perguntas ou expressarmos nossas emoções. Mas não devemos permitir que isso nos cegue para a realidade. Uma coisa é questionar a DEUS. Outra coisa, bem diferente, é querer julgar a DEUS.

Ao analisarmos o capítulo 42, os versos 7-8, vemos que o Senhor se volta agora para os amigos de Jó. Ele se dirige a Elifaz, o líder dos sábios e censura-o duramente. Com que surpresa Elifaz deve ter ouvido essas palavras! ‘Quer dizer que Jó, que nos chamamos de pecador, era na verdade o mais íntegro…’

O erro dos amigos de Jó foi afirmarem que o Senhor compra a lealdade das pessoas. Eles estavam cegos pela Doutrina da Retribuição e por seus ideais de Prosperidade. Assim, falaram de uma fé interesseira. Eles afirmaram que Jó era movido pela oportunidade de vantagens e não por amar a DEUS.

Isso deve servir de lição para todos os que, HOJE, vivem mais preocupados em conquistar as bênçãos do Senhor do que em servi-LO fielmente. Leia Jó 42. 9-15

Pr. Ezequias Costa
Email: pr.ezequias@terra.co,.br
Site: http://pastorezequias.com

Anúncios
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: