PROVAÇÃO

PROVAÇÃO

Autor: Ezequias Costa

“Amados, não estranhem a PROVA DE FOGO que vem sobre vocês, com o objetivo de provar a fé de vocês. Não entendam isso como se coisa estranha estivesse acontecendo para vocês”. – 1 Pedro 4.12

Segundo os mais renomados estudiosos de Bíblia, o apóstolo Pedro, assim como João no Apocalipse e vários outros autores da época, todos usaram um nome enigmático, conhecido entre seus leitores, para identificar a cidade de Roma, centro político e militar do mundo naquele momento histórico.

A perseguição ideológica era absolutamente arbitrária, autoritária, inescrupulosa e violenta. Ao menor sinal de crítica ou rebelião contra a figura divinizada do Imperador romano, ou em relação ao sistema vigente, os acusados eram sumariamente presos, torturados e, muitas vezes, crucificados com requintes de crueldade.

Os autores do Novo Testamento salientam o fato de que o crente em Jesus, fiel, experimenta tribulações e aflições neste mundo dominado pelas forças do Mal. Aqueles que se dedicam a Jesus Cristo com uma fé firme e leal, que andam segundo o Espirito e que amam a verdade do Evangelho, experimentarão problemas e tristezas.

Na realidade, sofrer por amor à justiça é evidência de que nossa devoção a Cristo é genuína. Assim o apóstolo Paulo explica: “Estou absolutamente convencido de que os nossos sofrimentos do presente não podem ser comparados com a Glória que em nós será revelada”. (Romanos 8.18).

Por essa razão, problemas na vida do crente podem ser um sinal de que ele está agradando a DEUS e sendo-LHE fiel. As aflições frequentemente acompanham o crente na sua luta espiritual contra o pecado, o mundo ímpio e o Inimigo de nossas almas.

Através de severas provas, o Senhor permite que possamos compartilhar do Seu sofrimento e forjar em nós a excelência do caráter que ELE deseja. “Bendito seja o DEUS e PAI de nosso Senhor Jesus Cristo, o PAI das misericórdias e o DEUS de toda consolação, que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados por DEUS”. (2 Coríntios 1 3 e 4).

Quando sofremos e permanecemos fiéis a Cristo, somos chamados “bem-aventurados porque sobre nós repousa o Espírito da Glória de DEUS”. (1 Pedro 4.14.) Aqueles que sofrem por causa da lealdade a Cristo são bem-aventurados porque o Espírito Santo estará com eles de modo especial. Suas vidas estarão cheias da presença do Espírito Santo para neles operar, abençoá-los, ajudá-los e proporcionar-lhes um antegozo da glória dos céus.

Pr. Ezequias Costa

Email: pr.ezequias@terra.com.br

Site: http://pastorezequias.com

Anúncios
Post anterior
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: