RESSENTIMENTO

RESSENTIMENTO

Autor: Ezequias Costa

“Peço-te, pois, SENHOR, tira a minha vida, porque melhor para mim é morrer do que viver. E disse o SENHOR a Jonas: É razoável esse teu ressentimento?” – Jonas 4.4

O ressentimento é como uma droga para as emoções. Ela aumenta a pulsação em nosso corpo. Porém, como qualquer entorpecente, ela necessita de doses sempre maiores e com mais frequência.

Existe um momento de grande risco, no qual esse ressentimento deixa de ser uma emoção e se transforma num verdadeiro motor. Quem faz planos para a vingança acabe se distanciando, mais e mais e sem intenção, da capacidade de perdoar.

Para esse tipo de pessoa estar sem raiva é como estar sem combustível no seu carro. O ódio é um cachorro em fúria que ataca o próprio dono. A vingança é um fogo que só aumenta e acaba incendiando o próprio incendiário. A amargura é a armadilha que apanha o caçador.

Foi exatamente isso que aconteceu com o profeta Jonas do Antigo Testamento. Ele recebe a ordem de pregar o arrependimento para a antiga cidade de Nínive. Inicialmente, foge para bem longe do alvo pretendido, mas é trazido de volta de forma sobrenatural através de um grande peixe preparado pelo SENHOR.

Depois da experiência nada agradável de usar o estômago do peixe como um retiro espiritual, Jonas vai anunciar a mensagem de arrependimento naquela cidade.

E, para seu espanto, a mensagem que ele leva é recebida pelo povo de Nínive com um movimento de arrependimento e renovação espiritual. O povo e seus líderes decidem abandonar seus maus caminhos e se voltar para o SENHOR.

Por ter o povo se arrependido, DEUS suprime o juízo. Jonas, porém, irritou-se tremendamente porque o SENHOR resolvera perdoar os habitantes daquela cidade. Ele não queria que DEUS poupasse esses inimigos do seus país.

Jonas ficou extremamente desgostoso com isso e ficou todo ressentido e pede a morte. O ressentimento foi tão grande que Jonas não consegue enxergar mais nada. Só a morte. Já que seus inimigos são poupados por DEUS, ele pede a morte para si.

É bom repetir aqui uma frase muito antiga. SÓ O AMOR CONSTRÓI. Você consegue entender, agora, porque há tantos casos de feminicídio em nosso país? Tudo começa com um pequeno ressentimento, que vai crescendo até chegar ao assassinato. É um fogo que consome. E destrói…

Olhe bem para dentro de si mesmo. Você tem facilidade para perdoar? Esposos e esposas? Pais e filhos? Irmãos? Familiares? Vizinhos? Colegas de trabalho? Apagar esse fogo destruidor??

Pr. Ezequias Costa

Email: pr.ezequias@terra.com.br

Site: http://pastorezequias.com

Anúncios
Post seguinte
Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: